sábado, 30 de outubro de 2010

O encontro

Quando nos redescobrimos,
éramos yin yang.
Eu, vestida de preto,
tu, o costumeiro branco.
Éramos a força maior
do universo se encontrando.
Éramos, naquele momento,
o equilíbrio se manifestando.
Desde então, não queremos
estar um sem o outro.
Eu trouxe o contorno
ao teu semblante claro.
Trouxeste a luz
à minha noite sem lua.


3 comentários:

MOISÉS POETA disse...

adorei seu blog , querida!
seus poemas tem qualidade. vou gostar de visita-la !

um beijo grande !

matheus disse...

você é linda!
eu existo.
www.myspace.com/eumatheus

Déborah Carla disse...

que bonito